Fernão Battistoni

Minha história começou antes mesmo de eu nascer, com a escolha do meu nome! Fascinados com a gaivota do livro “Fernão Capelo Gaivota”, meus pais decidiram que um dia teriam um filho chamado Fernão.
Assim como aquela gaivota, desde criança procurei minha liberdade e sempre desejei alçar voos cada vez mais altos. Descobri então, que ninguém é livre se não tiver controle do próprio tempo. Compreendi que fazer aquilo que se ama é liberdade e amar aquilo que se faz é felicidade.
E principalmente, tomei consciência que os limites da minha liberdade estavam apenas na minha mente. Todos nós somos filhos do Universo, essa liberdade nasce dentro de nós e quando permitimos que ela apareça, sem saber, damos aos outros a licença de ser livre também.
Ser livre é uma gloriosa conquista, interior e exterior, demanda desenvolvimento pessoal e muita coragem. Percebi que quanto mais eu superasse os meus limites, mais próximo eu estaria de realizar meus sonhos!
Como diria o poeta: “Vida sem liberdade, é como um corpo sem espírito”.